Diário do Alentejo

Laboratório reúne alunos de arquitetura em Santo André

25 de junho 2019 - 10:00

“Santo André, Cidade Nova” é o tema de um “laboratório de arquitetura” a decorrer até 29 de junho e que visa desenvolver um conjunto de ensaios e projetos sobre a revisão e ampliação da cidade dos trabalhadores do grande “Projeto de Sines”.  O Laboratório de Arquitetura em Vila Nova de Santo André propõe realizar um trabalho coletivo entre professores, arquitetos, artistas e estudantes, que possa ser uma nova etapa para o reconhecimento de um território.

 

As tipologias coletivas de habitação constituem a investigação mais relevante do conjunto construído da “Cidade Nova de Santo André”. Um olhar atento sobre estes edifícios, sobre o plano que lhes deu origem e contexto, será o embrião do trabalho a produzir no Laboratório. Passados 45 anos depois da fundação e 30 anos após o enceramento do Gabinete da Área de Sines, a cidade permanece ativa, em mutação lenta: uma oportunidade para ensaios sobre a sua transformação.


Este trabalho tem a direção do arquiteto Rui Mendes, com apoio do “Atelier Funchal”, e junta um conjunto de convidados e um grupo de 25 alunos de arquitetura.  Os trabalhos decorrem na Biblioteca Municipal Manuel José “do Tojal” em Vila Nova de Santo André e incluem conferências em regime de aulas abertas, apresentações com convidados e a exposição final dos trabalhos A iniciativa conta ainda com visitas a obras, caminhadas e reconhecimento do território. “A possibilidade de reconhecer o legado de um conjunto significativo de arquitetos, na construção de uma cidade única, será um enorme estímulo de trabalho para todos os alunos e professores participantes”, diz fonte da organização.


Os estudos, esboços e maquetes estarão disponíveis a partir de dia 29 de junho para discussão pública, visando criar contacto e envolvimento da sociedade. No final será publicado um livro com a reflexão produzida.

Comentários