Diário do Alentejo

Taça distrito: Barrancos venceu em Beja

20 de janeiro 2020 - 14:35

Texto e foto Firmino Paixão


A primeira eliminatória da Taça Distrito de Beja cumpriu-se sem que se tivessem revelado os habitualmente designados de “tomba gigantes”, ou seja, foi um conjunto de jogos com pouca história e com resultados previsíveis, não obstante se terem marcado muitos golos (47).


O resultado mais volumoso foi a goleada (6-0) do São Marcos ao Amoreiras-Gare, depois, dois triunfos por cinco bolas a zero, um em Beja entre o Despertar e o Alvorada (foto), outro entre o Serpa e o Saboia, dois jogos com protagonistas de diferentes argumentos, em que os visitantes militam em escalão secundário. O resultado menos previsível pode ser o que aconteceu na cidade de Beja, onde o Barrancos eliminou a formação do Bairro da Conceição; depois, também o desfecho do dérbi entre o Piense e o Aldenovense, único jogo em que foi necessário recorrer a prolongamento para encontrar o vencedor. A partida entre o Castrense e o Moura foi adiada pera o dia 12 de fevereiro, às 19:30 horas.


Taça Distrito de Beja (1.ª eliminatória), resultados: Negrilhos-Vasco da Gama, 0-2; Bairro da Conceição-Barrancos, 3-4; Piense-Aldenovense, 0-1 (ap); Penedo Gordo-Guadiana, 4-1; Albernoense-Alvito, 3-0; Serpa-Saboia, 5-0; São Marcos-Amoreiras-Gare, 6-0; Sporting de Cuba-Salvadense, 3-0; Almodôvar-Aldeia dos Fernandes, 3-2; Milfontes-União Serpense, 3-2; Despertar-Alvorada, 5-0; Castrense-Moura (adiado para 12/02). Equipas apuradas: Vasco da Gama, Barrancos, Aldenovense, Penedo Gordo, Albernoense, Serpa, São Marcos, Sporting de Cuba, Almodôvar, Milfontes e Despertar. Uma vez apurado o vencedor do jogo de Castro Verde juntar-se-ão também os emblemas que ficaram isentos da primeira eliminatória: Messejanense, Renascente, São Domingos e Odemirense.

Comentários