Diário do Alentejo

Quinze desalojados no incêndio que provocou um morto em Beja

03 de agosto 2019 - 14:15
DRDR

Quinze pessoas ficaram desalojadas no incêndio num prédio em Beja, que provocou a morte de um homem de cerca de 30 anos e dois feridos, disse à Lusa o comandante dos bombeiros locais.


O incêndio ocorreu num prédio antigo de três andares, com sete habitações por piso, situado na rua de Lisboa, disse o comandante dos Bombeiros Voluntários de Beja, Pedro Barahona.


Uma das habitações ardeu na totalidade fazendo uma vítima mortal com cerca de 30 anos e duas pessoas sofreram ferimentos ligeiros, uma delas uma mulher de 35 anos devido a estado de pânico e ansiedade e outra um bombeiro por inalação de fumo.


Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja indicou que os dois feridos foram transportados para o hospital de Beja.


Segundo o comandante dos bombeiros, o prédio foi evacuado e à partida "não terá condições de habitabilidade".


Pedro Barahona adiantou que posteriormente foi feita uma avaliação ao prédio, com o Serviço Municipal de Proteção Civil, tendo ficado 15 pessoas desalojadas, todas as que habitam o prédio, 14 vão ser realojadas em casa de familiares e apenas uma pessoa necessita de alojamento, situação que está a ser tratada por aquele serviço.


O alerta foi dado cerca das 06:00 horas e as causas do incêndio estão por apurar.


O comandante dos bombeiros disse ainda que a Polícia Judiciária está a investigar o incêndio.


Foram mobilizados para o local, de acordo com o CDOS, operacionais e veículos dos bombeiros de Beja, uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER) de Beja e elementos do Serviço Municipal de Proteção Civil, além da PSP, num total de 20 elementos, apoiados por oito viaturas.

Comentários