Diário do Alentejo

Grândola: 1,1 milhões para ampliar zona industrial

03 de setembro 2020 - 12:05

A Câmara de Grândola colocou em concurso público uma empreitada de ampliação da Zona Industrial Ligeira (ZIL), com um valor de referência de 1,1 milhões de euros.

 

Trata-se da “primeira parte da terceira fase de construção da ZIL”, que contemplará 10 lotes industriais “entre 1.200 e 4.000 metros quadrados”, explicou o chefe do Departamento de Desenvolvimento Económico da Câmara de Grândola, Flávio Silva.

 

A terceira fase de ampliação da ZIL de Grândola “foi dividida em duas fases”, pelo que no futuro será ainda lançado um concurso para outros 15 lotes, perfazendo um total de 25 novas unidades industriais.

 

“Temos uma listagem de 33 empresas, que tem vindo a aumentar, nas mais diversas áreas, como alimentação, transportes, construção e mecânica auto”, disse o responsável autárquico, assumindo que “algumas ainda ficarão de fora” após a conclusão das duas partes da obra.

 

Esta terceira fase contempla também o prolongamento de todas as infraestruturas, incluindo a rede viária da ZIL, cuja ligação ao Itinerário Complementar (IC) 1, através da Alameda José Amaro, se encontra concluída desde março.

 

De acordo com Flávio Silva, o “aumento da procura” pela zona industrial explica-se pelo “grande desenvolvimento” que o concelho de Grândola tem conhecido, “especialmente nos setores do turismo e da aeronáutica”, nomeadamente com a recente instalação da fábrica de componentes de aviação da multinacional francesa Lauak.

 

A conclusão dos acessos e das infraestruturas da terceira fase da ZIL de Grândola, num montante superior a dois milhões de euros, estava prevista no orçamento de 2020 aprovado em outubro pela maioria CDU do executivo municipal, com a abstenção do PS.

Comentários