Diário do Alentejo

Beja Basket Clube continua a conquistar títulos regionais nos escalões de formação

26 de janeiro 2024 -
Espírito de grupoFoto| Firmino Paixão

O Beja Basket Clube sagrou-se campeão regional no escalão de sub/18, ao vencer a formação do Grupo Desportivo e Cultural André de Resende, de Évora, numa final muito competitiva disputada no Pavilhão Municipal João Serra Magalhães, em Beja, cidade que acolheu a final a quatro da prova organizada pela Associação de Basquetebol do Alentejo.

 

Texto e foto Firmino Paixão

A fase final do Campeonato Regional de Basquetebol, no escalão de sub/18, reuniu, na cidade de Beja, as quatro equipas melhor classificadas da fase regular da competição, a saber: Beja Basket Clube, Grupo Desportivo e Cultural André de Resende, de Évora, Atlético Sport Clube, de Reguengos de Monsaraz, e Associação Juvenil de Estremoz. Os jogos das meias-finais revelaram-se francamente desequilibrados, como foi também a disputa para o terceiro e quarto lugar, contudo, a final acabou por ser um jogo muito intenso, emotivo e equilibrado, com uma constante que se traduziu na procura de uma vantagem confortável por parte dos bejenses, com os eborenses a tentarem sempre amenizar a desvantagem, chegando mesmo ao empate (24-24) nos minutos finais do segundo período da primeira parte do jogo. Porém, a equipa visitada, mercê de uma boa estratégia defensiva, e de maior eficácia no ataque, acabou por vencer por 64-58 (parciais de 22-13, 9-13, 15-13 e 18-19), conquistando o título regional, muito festejado pelos comandados de Pedro Severino e perante uma excelente moldura humana, incansável no apoio às suas equipas.

Uma final muito intensa e equilibrada, admitiu Pedro Severino, técnico do Beja Basket Clube. “Estas duas equipas vêm defrontando-se sempre nas finais, desde o escalão de sub/16. Tendo em conta aquilo que foi a fase regular do campeonato, já se esperava uma final entre o Beja Basket Clube e o André de Resende e os jogos entre nós têm sido sempre assim ao longo dos últimos cinco ou seis anos. Jogos sempre muito competitivos”. Depois lembrou: “Nos últimos dois anos, felizmente, ganhámos nós. Um sucesso que é fruto do nosso trabalho, da dedicação destes miúdos que treinam todos os dias. Somos uma família, temos um espírito de grupo incrível e agora virá aí o nacional”.

Afinal, uma equipa habituada a vencer, como deixou claro o também coordenador técnico da modalidade. “Muitos destes jogadores foram campeões de sub/14, foram campeões também de sub/18 no ano passado e no campo deste adversário. Tem sido um percurso que tem exigido muito treino, muito trabalho, muitas horas no campo, para poderem chegar aos momentos altos e estarem bem. Independentemente do resultado, nós sairíamos daqui todos com a mesma amizade, porque o desporto é mesmo isto. É lógico que gostamos mais de ganhar, mas o desporto une as pessoas e faz-nos criar estas grandes amizades, mesmo com os nossos adversários, e isso é que é importante”.

Comentando a presença de três dos seus jogadores no “5 ideal” e a distinção de Gonçalo Silva como “jogador mais valioso”, Severino recordou: “Fomos a equipa vencedora e tivemos três atletas no ‘5 ideal’, dois deles ainda sub/16. Parabéns para todos eles, porque são, sem dúvida, os melhores jogadores do Alentejo”. No fim de semana que se aproxima o clube terá novo, e decisivo, compromisso, de novo em Beja, na final a quatro do escalão sub/16. O técnico garantiu: “Nós entramos em campo sempre para deixarmos tudo e no final fortalecemos a amizade e o espírito de grupo. Trabalhamos todos os dias para estarmos o melhor possível em competição, mas o essencial é o espirito que vamos construindo e consolidando ao longo dos anos, isso, sem dúvida, é mais importante do que, às vezes, o resultado final”.

Luís Caeiro, diretor técnico regional da Associação de Basquetebol do Alentejo, assinalou: “Tivemos um grande fim de semana de propaganda da modalidade, que se concluiu com uma grande final entre o Beja Basket Clube e o André de Resende, em que os bejenses saíram vitoriosos, mas queria realçar o excelente comportamento do muito público que aqui esteve presente, fazendo com que tudo tivesse corrido muito bem e que todos tivessem saído daqui satisfeitos. Quanto ao título, venceu quem melhor esteve dentro de campo”.

A cidade de Beja receberá, neste fim de semana, a final a quatro do escalão sub/16, com as meias-finais no sábado, no pavilhão da Escola de Santiago Maior, e as finais no pavilhão municipal. O título será discutido entre o Beja Basket Clube, Salesianos de Évora, Atlético de Reguengos e o misto Atlé-tico Clube de Montemor/ /Núcleo do SCP Vendas Novas.

CAMPEONATO REGIONAL BASKET SUB/18 MASCULINOS

Meias-finais

Beja Basket Clube-AJ Estremoz 135-21GDR André Resende-Atlético Reguengos 92-56

 

3.º/4.º Lugar

AJ Estremoz -Atlético de Reguengos 40-133

Final

Beja Basket Clube-GDR André de Resende 64-58

Classificação

1.º Beja Basket Clube2.º GDR André de Resende/Évora3.º Atlético de Reguengos de Monsaraz4.º Associação Juvenil de EstremozMVP: Gonçalo Silva (Beja Basket Clube)

“5 Ideal”:

Gonçalo Silva (Beja Basket Clube)João Farropas (Beja Basket Clube)Vicente Lézico (Beja Basket Clube)Gustavo Antunes (GDR André de Resende)Afonso Coelho (Atlético de Reguengos)Fair-play: Alexandre Rodrigues (Estremoz)

Comentários
Recomendamos