Diário do Alentejo

Beringel celebra 500 anos de Foral manuelino

21 de novembro 2019 - 15:20

Uma feira quinhentista assinala no próximo dia 23 as comemorações dos 500 anos do Foral Manuelino de Beringel. O certame inclui animação de rua e recriação históricas, entre as quais a da leitura e outorgamento do foral manuelino a Beringel.


A iniciativa é organizada pela Junta de Freguesia de Beringel e pelo Externato António Sérgio com o ojetivo de “ acordar memórias e conhecer a herança do passado, comemorando os quinhentos anos do seu foral”.

 

Beringel terá conhecido o seu primeiro foral em 1262, por outorgamento de D. Afonso III, tendo depois D. Manuel atribuído um segundo foral. Era senhor da vila, D. Pedro de Sousa, filho de Rui de Sousa, primeiro senhor de Beringel e Sagres, e de Branca de Vilhena. “É joia da história de Beringel o papel de ambos na assinatura do Tratado de Tordesilhas, estando pai e filho presentes como embaixadores de El-Rei D. João II”, assinala a autarquia.

 

O texto do foral ficou registado no Livro de Forais de Entre Tejo e Odiana e enuncia os direitos reais, e outros, pertença do concelho. Ao rei era devido o foro da terra, que compreendia o quinto do trigo, cevada, centeio, legumes e vinho que se produzissem na vila e seus termos. Os moradores beneficiavam da isenção do pagamento de tributos sobre o azeite e frutos. Após outorga do foral, o ato da entrega veio a decorrer nos paços do concelho, onde as vereações ouviram ler o exemplar que ficava para as câmaras concelhias.

Comentários