Diário do Alentejo

1,2 milhões para reabilitar Museu Regional de Beja

09 de setembro 2019 - 11:35

O Museu Regional de Beja vai ser alvo de obras de reabilitação e valorização. A verba foi assegurada no âmbito de uma candidatura a fundos europeus, mas os trabalhos ainda demorarão cerca de um ano a arrancar. A informação foi avançada pelo presidente da Câmara Municipal de Beja, Paulo Arsénio: “O programa Valorizar o Património Cultural criou uma janela de oportunidade para poder reabilitar de uma forma mais musculada o nosso museu”.


Em declarações à rádio Voz da Planície, o autarca lembrou que “dentro em breve” a gestão deste equipamento vai transitar da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (Cimbal) para a Direção Regional de Cultural do Alentejo e, depois, este organismo do Estado “celebrará um acordo de gestão partilhada” com o município bejense.

 

Segundo Paulo Arsénio, já havia uma verba de cerca de 600 mil euros disponível para fazer a intervenção no Convento de Nossa Senhora da Conceição, mas perante a possibilidade aberta pela candidatura “o projecto foi revisto, substancialmente melhorado e o valor quase duplicou”. Apesar de todo o projeto ter sido desenvolvido pela câmara municipal, em articulação com a Direção Regional de Cultura, a candidatura teve de ser apresentada pala Associação Portas do Território, explicou o presidente da Câmara Municipal de Beja, acrescentando que, ao contrário do que se esperava, a taxa de comparticipação a fundo perdido não foi de 85 por cento, mas apenas de 75 por cento.

 

O valor estimado de 1,2 milhões de euros será aplicado da seguinte forma: 900 mil euros para reforçar a estrutura, cobertura, acessos para pessoas com mobilidade reduzida, reabilitação de casas de banho; e 300 mil para a recuperação e valorização do acervo do museu. Segue-se a aceitação do apoio e vários passos burocráticos até ao lançamento do concurso. Paulo Arsénio calcula que dentro de um ano as obras possam ter início.

Comentários