Diário do Alentejo

Campo Maior: Festas do Povo vão ter Centro Interpretativo

04 de setembro 2019 - 11:10

O antigo edifício do Assento Militar, em Campo Maior (Portalegre), vai ser reabilitado para acolher o Centro Interpretativo das Festas do Povo - Casa das Flores, num investimento superior a 1,4 milhões de euros. Em comunicado, o município de Campo Maior explica que o projeto de reabilitação daquele espaço “foi recentemente aprovado” pela comissão diretiva do programa Alentejo 2020 (com fundos comunitários). “A intervenção assenta na recuperação e adaptação do antigo Assento Militar, um edifício do século XVIII, que se localiza no centro histórico de Campo Maior e está incluído na área de reabilitação urbana, destinado a espaço público de utilização coletiva, com a versatilidade suficiente e necessária ao acolhimento de dinâmicas culturais e expositivas das raízes locais”, lê-se no documento.


Para o município de Campo Maior, a reabilitação do antigo edifício militar é um projeto que se revela “fundamental”, no sentido de revitalizar aquele espaço público. Esta obra, segundo a autarquia, vai contribuir para o surgimento de uma “série de dinâmicas populacionais, económicas e culturais”. A obra é cofinanciada (85%) pelo Programa Operacional Regional do Alentejo - Alentejo 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com o município a assegurar o valor da contrapartida nacional (25%). De acordo com a Câmara de Campo Maior, o contrato de empreitada aguarda o visto do Tribunal de Contas, estando o arranque dos trabalhos “previsto para breve”.


O município de Campo Maior desafiou no início de agosto a população a realizar em 2020 as tradicionais Festas do Povo, evento que faz “florir o papel” em dezenas de ruas desta vila raiana. As festas só se realizam quando a população da vila alentejana quer e são reconhecidas internacionalmente pela sua “originalidade e cariz popular”, com os habitantes a prepararem, durante meses, a ornamentação das ruas.

 

Realizadas pela última vez em 2015, as festas são conhecidas por apresentarem dezenas de ruas engalanadas com flores de papel. A iniciativa é promovida pela Associação das Festas do Povo de Campo Maior. As Festas do Povo de Campo Maior passaram, em dezembro de 2018, a estar inscritas no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

 

A preparação dos festejos é feita rua a rua, sendo que o trabalho desenvolvido em cada uma delas fica em segredo, mesmo para amigos e familiares dos moradores, e só é dado a conhecer na noite da enramação (quando são decoradas as ruas). Em 2015, perto de 7.500 voluntários prepararam a última edição das Festas do Povo, na qual participaram 99 ruas, numa extensão de cerca de 10 quilómetros.

Comentários