Diário do Alentejo

Ermida de Alvito acolhe instalação artística

03 de junho 2019 - 09:56
Foto DRFoto DR

A Ermida de Santa Luzia, em Alvito, vai acolher, a partir do próximo sábado, dia 8, e até segunda-feira, dia 10, uma instalação artística da autoria de Daniel Moreira e Rita Castro Neves. A inauguração, essa, encontra-se agendada para as 16:00 horas.

 

 

“Há um ano o nosso tempo de residência, em Alvito, levou-nos, entre outros encontros, a conhecer esta ermida. A ideia de intervir temporariamente neste lugar foi ganhando corpo, até se consolidar numa proposta artística objetual, performativa e baseada na técnica ancestral da lanterna mágica”, explicam os artistas, que chegaram pela primeira vez a Alvito para participar na Residência Inter.Meada.


Esta instalação artística, realizada especificamente para esta ermida, segundo Daniel Moreia e Rita Castro Neves, “produz uma imagem projetada num prato de 60 centímetros de diâmetro, que agrega a memória do lugar”. Imagem, esta, dividida e sobreposta. “É como um novo fresco, mas de caráter imatérico e de fonte lumínica”, adiantam.


Os artistas, na verdade, inspiraram-se nas imagens dos frescos seiscentistas ainda existentes nas paredes desta ermida. “A iconografia cristã própria do lugar, na nossa peça sustenta uma dimensão também humana”, dizem. E revelam: “A transposição imagética que operamos, do fresco ali presente, dos dois seios cortados de Santa Ágata, na nossa peça evoca a imagem dos dois olhos de Santa Luzia, da hagiografia das histórias”.


Uma obra que coloca ainda “questões sobre o mundo da sucessão rápida das imagens em que vivemos, sobre esse ritmo aparentemente inevitável”.


Daniel Moreira e Rita Castro Neves são artistas portugueses que vivem e trabalham no Porto, com percursos expositivos separados, mas que trabalham, desde 2015, em colaboração.

Comentários