Diário do Alentejo

“Rostos e Estórias” um livro sobre os Correios CTT

02 de fevereiro 2022 - 10:30

Texto Geada de Sousa

 

“Rostos e Estórias” de vida de dezenas de funcionários dos correios é o conteúdo de mais um livro, com selos, editado pelo Clube do Colecionador dos Correios e que em 220 páginas nos dá conta de situações, algumas bem invulgares, por eles vividas ao balcão durante o processo de atendimento do cliente.

 

Livro coletivo, pois 78 autores, todos trabalhadores (ou ex- trabalhadores) dos correios, contam-nos 133 episódios da sua vida profissional que, na sua opinião, são merecedores de serem partilhados com os leitores. Entre muitos outros, traz-nos o diretor de filatelia, Raul Moreira, um episódio que não resistimos a apresentar, ocorrido em 1980 com um alto dirigente numa estação dos correios no Algarve que, numa visita anónima, ao pedir à trabalhadora de serviço cartões de boas festas são-lhe apresentados cartões da concorrência pois eram bonitos. Inquirida se não tem dos cartões dos CTT é-lhe respondido “olhe, tenho ali, de facto, mas são muito feios”.

 

Como não poderia deixar de ser, pois é voz popular que “somos um País de poetas” alguns dos autores substituíram a estória que podiam ter contado por um poema. António Marrafa, num lamento poetizado em quatro quadras e uma sextilha, fala-nos do “Amigo” (entre aspas) do carteiro”, da seguinte forma: “Não sei porque o “cão/ não gosta muito do carteiro (…)” e Elisa Fernando termina assim um dos seus dois poemas “Dediquei-lhe [leia-se aos correios] a minha vida/ A alma e o coração”.

 

O conteúdo da obra justifica a apresentação que dele faz a comissão editorial: “Mas é o suficiente – pensamos nós – para dar espessura a esta atividade nobre que todos levamos um pouco a brilhar nos nossos olhos da última vez que entramos nas lojas, montamos na bicicleta, rodamos a chave da viatura dos CTT ou metemos a mão nas cartas e nas encomendas”.

 

Em 1950 os serviços culturais do CTT editaram a obra do seu funcionário Luís Trindade intitulada “300 Dias ao Postigo” onde o autor, tal como estes de agora, também nos dá conta da sua vivência diária de quase um ano ao balcão de uma estação de correios.

 

O livro contém as emissões “Europa 2013 – Veículos Postais”, com três selos e três blocos, um deles numerado, e “Europa 2020 - Rotas do Correio Antigo”, também com três selos e três blocos com o valor total de 14,04 euros. Pode ser adquirido em qualquer loja dos CTT, pelo preço de 30,00 euros.

Comentários