Diário do Alentejo

Festival Silarca preserva “natureza, costumes e tradições”

06 de março 2020 - 15:00

A sétima edição do Silarca – Festival do Cogumelo arranca hoje, sexta-feira, dia 6, na aldeia de Cabeça Gorda, Beja, prolongando-se até domingo, dia 8. A abertura solene está agendada para as 19:00 horas de hoje. O festival abre portas, porém, a partir das 10:00 horas com a iniciativa “Micologia na Escola”, na EB1. A tenda micológica, lota micológica e expositores abrirão às 16:00 horas. O programa para este primeiro dia reserva ainda a inauguração, a partir das 18:00 horas, das exposições “Cabeça Gorda de outros tempos”, pelo grupo Jodicus; de pintura dos jovens do ateliê do CAO do Centro de Paralisia Cerebral de Beja; de trabalhos dos utentes do projeto “Com-Vida na Cabeça Gorda”; e de cogumelos com material reciclado pelo Centro Social de Cabeça Gorda. À noite, a partir das 21:00 horas, atuarão John Doe Covers Band, PeeKaBoo e os DJ Rita e C4. Os destaques para amanhã, sábado, vão para o passeio micológico (09:30 horas), para a iniciativa “Gastronomia com magia e alegria”, com Mágico Roger (15:00 horas), e para os showcookings com os chefes Carlos Afonso (16:00 horas) e Alexandra Matos (19:30 horas).


Estão ainda agendados, com início às 17:00 horas, os colóquios “Micologia em rede”, pelo biólogo Nuno Alegria, “Caça, formação e conservação”, a cargo de Sebastião Miguel e João Grosso (gestores de caça), e “Colheita de cogumelos – lazer ou negócio – como os conciliar”, com Celeste Silva, da Universidade de Évora. A animação musical estará a cargo de Os Carraceiros, Miguel Valente, De Moda Em Moda, Los Chupitos e DJ G-luft. O programa para domingo, e último dia de festival, inclui, entre outras propostas, o passeio micológico “Cãogumelo” e geocaching (10:00 horas), o colóquio “LIFE – DeserAdapt – Implementação no Parque Biológico pela Junta de Freguesia de Cabeça Gorda (15:30 horas), e os concertos, também a partir das 15:30 horas, com Luís Simenta (“Músicas das nossas gentes – Uma voz, vários instrumentos”), Maravilhas do Alentejo, Calma e Vento Sul e Os Vocalistas. O festival, que conta uma vez mais com o humorista Bruno Ferreira como embaixador, é organizado pela junta de freguesia local, Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM), movimento associativo e empresários locais. “Queremos, acima de tudo, preservar a natureza, os costumes e tradições para um desenvolvimento equilibrado, harmonioso e sustentável da comunidade”, refere a organização

Comentários