Diário do Alentejo

Campeonato de Portugal, edição 2022/2023, tem início a 18 de setembro

31 de agosto 2022 - 15:00
Foto | Firmino PaixãoFoto | Firmino Paixão

O Futebol Clube de Serpa e o Clube de Futebol Vasco da Gama, de Vidigueira, conheceram os adversários com quem vão competir na próxima edição do Campeonato de Portugal. Na Taça de Portugal, o Serpa receberá o Castrense, Moura e Vasco da Gama ficaram isentos.

 

Texto Firmino Paixão

 

O Campeonato de Portugal volta a ter um novo modelo competitivo. Tem sido uma constante desde que a prova foi implementada em substituição do Campeonato Nacional da 3.ª Divisão. No próximo dia 18 de setembro começará mais uma edição da prova, com a participação de 56 clubes divididos em quatro séries de 14 equipas. Os representantes do Alentejo serão o Arronches e Benfica, pela Associação de Futebol de Portalegre, o Lusitano Ginásio Clube e o Juventude Sport Clube, ambos representando a Associação de Futebol de Évora, o Futebol Clube de Serpa e o Clube de Futebol Vasco da Gama (na foto), emblemas filiados na Associação de Futebol de Beja.

 

A equipa de Arronches competirá na Série C, as restantes na Série D, que terá os seguintes 14 clubes: Rabo de Peixe, Praiense, Angrense, Atlético, Fabril, Oriental Dragon, Lusitano de Évora, Juventude de Évora, Vasco da Gama de Vidigueira, Futebol Clube de Serpa, Ferreiras, Esperança de Lagos, Imortal de Albufeira e Olhanense. Como se vê, outra novidade desta época, é a inclusão das equipas açorianas nesta série mais ao sul, com a curiosidade de trazerem à região alentejana dois clubes que, em passado recente, foram treinados pelo bejense Francisco Agatão: o Praiense e o Rabo de Peixe.

 

Quanto ao formato competitivo, teremos as habituais três fases, mas com variantes de qualificação/despromoção diferentes das edições anteriores. Na presente época desportiva, vamos ter quatro séries de 14 equipas, sendo que, no final da primeira fase (26 jornadas), os dois primeiros classificados de cada série apuram-se para a fase de subida e asseguram, desde logo, a manutenção neste patamar nacional. Os seis piores classificados de cada série (do nono ao décimo quarto) serão imediatamente despromovidos às competições regionais das respetivas associações, num total de 24 clubes. Os restantes (3.º 4.º e 5.º classificados de cada série) asseguram a manutenção.

 

A segunda fase, denominada de subida, será disputada por oito clubes (os dois primeiros de cada série), posteriormente enquadrados em duas séries de quatro, consoante os critérios de proximidades geográfica. O 1.º e 2.º classificado de cada uma destas duas séries serão promovidos à Liga 3 e os dois primeiros disputarão o título nacional.

 

Lançados os dados e com as equipas já em trabalho de campo para afinarem as melhores estratégias, tanto mais que os adversários já foram conhecidos, diremos também que o João Daniel Rico, 36 anos, continua a liderar o Serpa, Ricardo Vargas, 37 anos, mantém-se à frente do Vasco da Gama (reconduções justificadas pelo sucesso da época anterior) e, mais a norte, a formação de Arronches será orientada pelo vila-realense Carlos Marinho ‘Calina’, 51 anos, ex-treinador do Vilar de Perdizes que, esta época, desceu até ao nordeste alentejano. No Juventude de Évora manter-se-á Pedro Russiano, 37 anos, no banco do Lusitano de Évora, sentar-se-á o treinador João Apolinário ‘Nívea’, 31 anos, que já orientou a formação lusitanista na época passada, no distrital eborense.

 

Na ronda inaugural da prova, a 18 de setembro, o Vasco da Gama descerá para o terreno do Imortal, em Albufeira, e os outros três conjuntos alentejanos jogarão em casa: o Serpa receberá o Rabo de Peixe, o Lusitano de Évora jogará com o Fabril do Barreiro e o Juventude de Évora abrirá o Tenente Sanches de Miranda ao histórico Olhanense. Os dérbis estão previstos para a 5.ª jornada (30 de outubro) com a visita do Vasco da Gama a Serpa, e, em 20 de novembro (8.ª jornada) vai jogar-se o prélio entre Juventude e o vizinho Lusitano de Évora.

 

A 1.ª eliminatória da Taça de Portugal também já tem calendário, com data de realização prevista para 11 de setembro. Participam 118 clubes, 34 dos quais ficaram isentos desta etapa, entre eles o Vasco da Gama de Vidigueira, o Moura Atlético Clube, o Monte do Trigo (AF Évora), sendo que as equipas também foram agrupadas em séries que obedecem à proximidade geográfica, sendo que, na Série G, o Lusitano de Évora receberá o Fontinhas (Liga 3) e, na Série E, o Serpa receberá o Castrense, vencedor da Taça Distrito de Beja na última temporada, e o Juventude de Évora jogará, no seu terreno, frente ao Moncarapachense (Liga 3).

 

JORNADAS 1.ª VOLTA | SERIE D

 

  • 1.ª Jornada (18/09) Imortal-Vasco da Gama; Juventude- Olhanense; Serpa-Rabo de Peixe; Lusitano- Fabril;
  • 2.ª Jornada (25/09) Vasco da Gama-Esperança Lagos; Oriental Dragon-Juventude; Olhanense-Lusitano; Fabril-Serpa;
  • 3.ª Jornada (9/10) Juventude-Vasco da Gama; Lusitano-Oriental Dragon; Serpa-Olhanense;
  • 4.ª Jornada (23/10) Praiense-Juventude; Vasco da Gama-Lusitano; Oriental Dragon-Serpa;
  • 5.ª Jornada (30/10) Juventude-Imortal; Lusitano-Praiense; Serpa-Vasco da Gama;
  • 6.ª Jornada (6/11) Imortal-Lusitano; Esperança Lagos- Juventude; Praiense-Serpa; Vasco da Gama Atlético;
  • 7.ª Jornada (13/11) Lusitano-Esperança de Lagos; Ferreiras- Juventude; Serpa-Imortal; Angrense-Vasco da Gama;
  • 8.ª Jornada (20/11) Vasco da Gama-Rabo de Peixe; Esperança Lagos-Serpa; Juventude-Lusitano;
  • 9.ª Jornada (27/11) Serpa-Juventude; Ferreiras-Lusitano; Fabril-Vasco da Gama;
  • 10.ª Jornada (4/12) Juventude-Atlético; Lusitano-Serpa; Vasco da Gama-Olhanense;
  • 11.ª Jornada (11/12) Atlético-Lusitano; Ferreiras-Serpa; Angrense-Juventude; Oriental Dragon-Vasco da Gama;
  • 12.ª Jornada (18/12) Lusitano-Angrense; Serpa-Atlético; Juventude-Rabo de Peixe; Ferreiras-Vasco da Gama;
  • 13.ª Jornada (8/01) Angrense-Serpa; Rabo de Peixe-Lusitano; Fabril-Juventude; Vasco da Gama-Praiense;
Comentários