Diário do Alentejo

Portugal celebra a diversidade
Opinião

Portugal celebra a diversidade

Sofia Colares Alves, Representante da Comissão Europeia em Portugal

02 de outubro 2019 - 16:40

A Europa é palco de mais de 200 línguas. Destas, 24 são línguas oficiais da União Europeia – uma delas a portuguesa, desde 1986. Para promover a diversidade linguística e cultural da Europa foi criado o Dia Europeu das Línguas, que se celebra, desde 2001, no dia 26 de setembro. Este ano estão previstos 573 eventos em 54 países. Portugal não fica de fora. Por cá, a data é assinalada no dia 28 de setembro – sábado –, no jardim do Campo Grande, em Lisboa. O evento é organizado pela European Union National Institutes for Culture Portugal, com o apoio da Representação da Comissão Europeia em Portugal. Os visitantes terão a possibilidade de contactar com 14 línguas europeias: alemão, checo, croata, espanhol, finlandês, francês, georgiano, grego, italiano, inglês, irlandês, polaco, romeno e língua gestual portuguesa.


A União Europeia depende da capacidade de os concidadãos europeus comunicarem uns com os outros e o plurilinguismo é cada vez mais uma necessidade. No dia a dia, somos confrontados com situações que nos obrigam a largar o português e adotar uma língua diferente: seja contactar com clientes estrangeiros, ler notícias de jornais internacionais ou, simplesmente, esclarecer dúvidas de turistas.

 

Segundo dados do Eurostat, 69 por cento dos portugueses dizem falar duas ou mais línguas. Apesar de a percentagem ser superior à média da UE (64,6 por cento), ainda estamos longe de países como a Suécia (96,6 por cento), a Letónia (95,7 por cento) ou a Dinamarca (95,7 por cento). Investir na aprendizagem de línguas e fomentar o bilinguismo/plurilinguismo deve ser uma prática incentivada. O Dia Europeu das Línguas vem relembrar os portugueses – e os europeus – que nunca é tarde para aprender um idioma diferente.

 

Se estiver por Lisboa, visite-nos no jardim do Campo Grande. Se não tiver essa possibilidade, acompanhe o evento nas nossas redes sociais e comente com a hashtag #EDLangs.

Comentários