Diário do Alentejo

Álvaro Beijinha, presidente da C.M. de Santiago do Cacém

16 de setembro 2019 - 09:30

Texto José Serrano

 

As localidades de Alvalade e Mimosa, no concelho de Santiago do Cacém, recebem, a partir de hoje, dia 6, e até domingo, o 5.º Festival do Tomate, evento organizado pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém, com o apoio da Junta de Freguesia de Alvalade e da Alensado - Cooperativa Agrícola do Sado. Quais as expetativas que deposita para esta edição? Que apelo deixa para que se visite o festival?
As expetativas são altas, porque o Festival do Tomate de Alvalade e Mimosa é uma iniciativa que já ganhou o gosto do público que, durante estes dias, procura os restaurantes aderentes ao festival para saborear os pratos confecionados com o tomate produzido na região. As ementas apresentam propostas variadas, que vão das entradas às sopas, dos pratos principais às sobremesas, todas com tomate. Não posso deixar de destacar que o tomate da região de Alvalade é um produto de excelência, pois ali encontram-se reunidas as melhores condições para o seu cultivo, que começou em 1959, tendo chegado a ocupar uma área de plantação de 1600 hectares.

 

Qual a contribuição deste festival para a dinamização económica das localidades de Alvalade e Mimosa e do próprio concelho de Santiago do Cacém?
O Festival do Tomate de Alvalade e Mimosa tem como objetivo principal impulsionar a economia local, através da gastronomia. Durante os três dias, em que se realiza, é visível o aumento de pessoas que vêm de fora, da freguesia de Alvalade e do concelho, porque sabem que irão ser bem servidas na nossa restauração e que, ao mesmo tempo, vão poder degustar pratos originais e saborosos. Esta iniciativa promove, igualmente, um produto que é fundamental na freguesia de Alvalade, pois a produção de tomate é aqui fonte de trabalho, para centenas de pessoas, e geradora de riqueza. Como é natural, quem se desloca ao festival acaba por passar por outros pontos do nosso concelho e muitos acabam por parar, para conhecer o património e as tradições, e até mesmo a ficarem por cá alojados.



A Tomatina, festa realizada em agosto na cidade de Buñol, em Valência, leva à cidade espanhola, todos os anos, milhares de visitantes, atraídos pelo fruto do tomateiro. Ainda que com outras características, considera que este festival poderá vir a constituir, no futuro, um caso de semelhante sucesso turístico?  
O sucesso turístico desta iniciativa é importante, é por isso natural que desejamos que o número de pessoas que coloca este evento nas suas agendas seja, de ano para ano, cada vez maior. O Festival do Tomate de Alvalade e Mimosa tem um caráter de salvaguarda do património gastronómico desta freguesia, que gostaríamos que fosse reconhecido e valorizado.

Comentários